3 de jun de 2013

MARACANÃ 10 VS 0 PIG



O Maracanã reabriu com um gol de Fred, do Fluminense, assim como, em 1950, abriu com um
gol de Didi, do mesmo Fluminense.



Sorry, periferia.

A selecinha do Galvão e do Marín foi a mesma de sempre, desde que a Globo
assumiu o comando, na queda do Dunga.

Clique aqui para ler “O enigma Neymar. A Globo quebrou o futebol brasileiro”.

Já o Maracanã, uma beleza !

Os profetas do PiG (*) tiveram que engolir os agouros.

Os provinciais piguistas ficaram muito chateados porque, a certa altura, faltou papel num banheiro.

Que horror !

Horror mesmo é conviver com o comentarista Ronaldo agredir a língua portuguesa ou o
Mauro Naves dizer que foi “um espetáculo de cores e vibração”.

Compensa ler o texto sempre elegante de João Máximo, que compara o Maracanã
de hoje com o de 1950.

O que o Mino teme – que a Copa prejudique a reeleição da Dilma, com os profetas da
catástrofe instalados no PiG – não se concretizou, ontem, no Rio.

O Maraca iluminou o Cristo.

Sorry, periferia.


Paulo Henrique Amorim

NOVA VIA

Nenhum comentário: