24 de jun de 2013

Agora é oficial: Rede Golpe assume o papel de porta-voz de Aécio Neves



No Jornal Nacional do sábado uma cena inusitada:

Willian Bonner narrando o teor de uma nota insossa escrita pelo presidente do PSDB, Aécio Neves, a respeito do pronunciamento de Dilma. Citou também outra nota do presidente do DEMos, José Agripino.



TV é imagem. Só seria importante levar ao ar, se os dois demotucanos tivessem falado em entrevista.

Uma nota pró-forma, sem nada de impacto, não tem valor jornalístico para justificar ser divulgada pelo apresentador do telejornal.

Assim, Bonner vira porta-voz de Aécio Neves (e de José Agripino).

A ausência de Aécio querer mostrar a cara, mostra duas coisas:

1) Ele está se abstendo de mostrar liderança. Está com medo de aparecer e ser identificado com a rejeição popular das últimas manifestações às oligarquias políticas. Quer ser esquecido por estes dias.

Vai que ele mostra a cara na TV e vira "muso" do bafômetro numa destas passeatas? Melhor mandar o fiel escudeiro Bonner ler uma notinha.

2) O discurso de Dilma acertou no alvo. Se Aécio aparecesse na TV, teria que referendar a presidenta, pois criticá-la fora de uma nota escrita, passaria a imagem que estaria contra o que ela propôs e que foi de encontro aos anseios populares.

Balanço final: Dilma cresceu como liderança. Aécio encolheu.


NOVA VIA
- com Amigos do Presidente

Nenhum comentário: