24 de jul de 2013

GLOBO BATE EM QUEM COBRA SUAS DÍVIDAS?



Em defesa do governador Ricardo Coutinho, PSB da Paraíba bateu duro na emissora dos Marinho; segundo o partido, ele só foi atacado por ter cobrado uma dívida de R$ 7 milhões no estado; "a verdade prevalecerá", diz a nota, referente ao programa Jampa Digital; confira.

No momento em que é acusada de sonegação fiscal na aquisição dos direitos de transmissão da Copa do Mundo de 2002, a Globo sofre outro revés. Uma nota do PSB da Paraíba em defesa do governador Ricardo Coutinho acusa a emissora de só ter atacado o político pelo fato de ele ter cobrado uma dívida de R$ 7 milhões da empresa. Nos noticiários da TV Globo, Coutinho aparece como um dos favorecidos, em 2010, com verbas do programa Jampa Digital, de internet livre no Estado.
Leia abaixo matéria do portal Paraíba Hoje a respeito e a íntegra da nota do PSB:
PBHoje - Os diretórios do PSB estadual e municipal de João Pessoa emitiram nota conjunta no final da tarde de segunda-feira (22), em defesa do governador Ricardo Coutinho, citado em matérias da TV Globo, Cabo Branco, de João Pessoa, e Folha de São Paulo, desse final de semana, como tendo sido favorecido com verbas do projeto de internet Jampa Digital, na campanha eleitoral de 2010, quando o atual governador disputou o governo da Paraíba.
A Nota:
O QUE ESTÁ ESCONDIDO NOS ATAQUES DA GLOBO CONTRA O COMPANHEIRO RICARDO COUTINHO
A história da Globo na política brasileira é um péssimo exemplo de imprensa amarrada ao poder e de nenhum compromisso com a democracia. Em março de 1994, Leonel Brizola ganhou na justiça o direito de veicular no Jornal Nacional uma carta na qual afirmava que "não conheço a Globo como exemplo de liberdade de imprensa".
Nas eleições de 2010 ocorreram manipulações de pesquisas eleitorais. A Paraíba toda deve se lembrar que o Ibope, contratado pela TV Cabo Branco, em nenhum momento colocou a possibilidade da vitória de Ricardo. Ao contrário, dizia que Maranhão ganharia no 1º turno. O que é estranho é que o grupo empresarial comandado pelo empresário Eduardo Carlos tinha uma dívida de mais R$ 7 milhões que foi perdoada no final do Governo Maranhão. Foi Ricardo, já como governador, que teve a coragem de cobrar o que era do povo.
Agora, a TV Globo (leia-se TV Cabo Branco e TV Paraíba) tenta fazer com Ricardo Coutinho o mesmo que fez com Brizola. O interessante é que a Folha de São Paulo adere à iniciativa da Globo para atingir Eduardo Campos, presidente nacional do PSB e virtual candidato à Presidência da República.
O PSB não aceita! A população não pode ficar à mercê de uma rede de TV cujo passado e presente nada têm a ver com a luta democrática das forças populares e com a luta pelo socialismo.
O Ministério Público é o caminho de uma investigação clara, democrática e objetiva. Nada temos a temer.
A verdade vencerá!
Partido Socialista Brasileiro
José Edvaldo Rosas
Presidente do Diretório Estadual - PB
Ronaldo Barbosa Ferreira
Presidente do Diretório Municipal de João Pessoa


Nenhum comentário: