1 de abr de 2013

ARRASTÃO ATÉ NO BAIRRO MAIS TUCANO DE SÃO PAULO


Na noite de ontem, quatro homens armados roubaram cerca de 20 pessoas, no restaurante japonês Yoi!, na rua Itacolomi; moram na região o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o secretário Estadual de Energia do governo Alckmin, José Aníbal...


******

Reduto de tucanos, o bairro de Higienópolis não escapa da ascensão da violência em São Paulo, principal crise do governo Alckmin. Na noite de ontem, quatro homens armados roubaram por volta de 20 pessoas, no restaurante Yoi!, na rua Itacolomi.
Em cinco minutos, bandidos levaram dinheiro, joias, alianças e celulares das vítimas que jantavam. O assalto ocorreu por volta de 21h20. O grupo fugiu num carro sedã preto e ninguém ficou ferido.
Na região moram o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o secretário Estadual de Energia do governo Alckmin, José Aníbal.
A violência em São Paulo cresceu nos dois primeiros meses deste ano. Os números da Secretaria de Segurança Pública do estado apontam aumento principalmente nos casos de homicídio. Uma das preocupações é que os índices estão crescendo há sete meses.
Em janeiro e fevereiro deste ano, no estado de São Paulo, os homicídios dolosos - aqueles com intenção de matar - cresceram 15% na comparação com os dois primeiros meses de 2012. As ocorrências passaram de 684 para 787, segundo a Secretaria de Segurança Pública.
O governador de São Paulo disse que, proporcionalmente, o número de mortos por grupo de cem mil habitantes é baixo. “Nós somos a capital com menor índice de homicídios do Brasil por cem mil habitantes, 11. Agora nós vamos trabalhar mais ainda no sentido de reduzir mais fortemente”, disse Geraldo Alckmin.

NOVA  VIA

Nenhum comentário: