7 de abr de 2013

SEM CERIMÔNIA, VEJA AVISA QUE O ALVO AGORA É LULA


Revista diz que julgamento do 'mensalão' está próximo do fim, mas que, em vez de ponto final, o caso deve ganhar ponto e vírgula: "Oito anos depois da eclosão do escândalo, o ex-presidente Lula consta agora formalmente da lista dos investigados"; nesta sexta-feira, a Procuradoria da República no DF pediu abertura de inquérito sobre o ex-presidente baseado em depoimento de Marcos Valério ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel...

O fim da Ação Penal 470 se aproxima, com a expectativa de que o acórdão do julgamento do mensalão seja publicado nesta semana. Mas a revista Veja indica que essa história segue para além da aguardada apresentação dos recursos e a prisão dos 25 condenados. Em vez de ponto final, diz a revista, o caso deve ganhar ponto e vírgula, graças ao pedido de abertura de inquérito sobre as denúncias feitas pelo empresário Marco Valério contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

"Oito anos depois da eclosão do escândalo, o ex-presidente Lula consta agora formalmente da lista dos investigados", celebra reportagem de Veja. Nesta sexta-feira, a Procuradoria da República no DF pediu abertura de inquérito sobre o ex-presidente baseado em depoimento de Valério ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel. A matéria lembra ainda que "Quando explodiu o escândalo, o ex-presidente Lula disse que não sabia da existência do mensalão e que se sentia traído pelos companheiros do partido envolvidos no esquema".

Se o foco agora é Lula, resta saber qual será o resultado da investigação, já que, como destacou o ex-ministro José Dirceu neste sábado, as denúncias de jamais foram aceitas pelo próprio Supremo como base para uma investigação contra o ex-presidente. 

Os procuradores pediram à Policia Federal a abertura de inquérito para investigar denúncia de que Lula e o então ministro da Fazenda Antonio Palocci se reuniram com Miguel Horta no Palácio do Planalto para combinar que uma fornecedora da Portugal Telecom em Macau, na China, transferiria R$ 7 milhões para o PT. Entre os beneficiários, o publicitário Nizan Guanaes e a dupla Zezé di Camardo & Luciano.


NOVA VIA

Nenhum comentário: