1 de jul de 2013

MUDANÇA SAUDÁVEL - NOVA ERA DA MÍDIA: GLOBO VERSUS CAFEZINHO


Com a DEMOCRATIZAÇÃO dos meios de comunicação, a poderosa Globo se vê forçada a responder, no site G1, a acusações do site "O Cafezinho", que revelou sonegação fiscal da empresa relacionada à Copa de 2002 no valor de R$ 615 milhões; Globo nega dívida, mas pede apuração do vazamento de dados confidencias; protesto contra a emissora está sendo convocado para a próxima quarta-feira.


Os tempos são outros: blog 'O Cafezinho', de Miguel do Rosário, denunciou... e as Organizações Globo responderam. De acordo com reportagem publicada no Cafezinho na quinta-feira, a emissora de José Roberto Marinho disfarçou a compra dos direitos de transmissão dos jogos da Copa do Mundo de 2002 como investimentos em participação societária no exterior, o que teria resultado na sonegação de R$ 183,14 milhões, em valores não atualizados. Somando juros e multa, o valor que a Globo devia ao contribuinte brasileiro soberia a R$ 615 milhões.
No sábado, a Globo Comunicação e Participações confirmou que pagou multa de mais de R$ 270 milhões à Receita Federal em 2006, mas negou que tenha cometido sonegação no caso, que levou à convocação um protesto na porta da sede da emissora, no Rio de Janeiro, para a próxima quarta-feira. Assim como os manifestantes, que reuniram perto de 2 mil confirmações no Facebook, Miguel do Rosário desafia a emissora a mostrar o DARF (recibo) do pagamento. Diante da denúncia, que se espalhou pela internet, as Organizações Globo publicaram nota no início da noite em seu portal, o G1. Leia:
Copas do Mundo: Globo nega dívida com a Receita
As Organizações Globo divulgaram nota oficial nesta segunda-feira (1º) em que desmentem de forma categórica notícias falsas que vêm sendo divulgadas na internet sobre dívida que teriam com a Receita Federal pela compra de direitos para a transmissão de Copas do Mundo. A nota informa que as cobranças relativas à aquisição desses direitos já foram pagas.
A íntegra da nota é a seguinte:
"Ao contrário do que vem sendo divulgado por alguns sites, as Organizações Globo não têm qualquer dívida em aberto com a Receita Federal ou outros entes arrecadadores de tributos. Como ocorre com qualquer grande empresa, há cobranças de tributos sendo discutidas nos Conselhos de Contribuintes (via administrativa) ou na Justiça (sempre seguindo os procedimentos previstos em lei). No entanto, podemos afirmar que nenhuma dessas cobranças refere-se à aquisição de direitos de Copas do Mundo. Como já informado, os valores relativos a tal cobrança já foram pagos.
Quanto à publicação de documentos confidenciais, protegidos por sigilo legal, acreditamos que o assunto será apurado pelos órgãos competentes.
Organizações Globo"
NOVA VIA

Nenhum comentário: