21 de ago de 2013

PSDB e DEM sabotam CPI da espionagem


Por Altamiro Borges
Por iniciativa da senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), o Senado aprovou nesta semana requerimento de criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar o criminoso esquema de espionagem praticado pelo governo dos EUA contra cidadãos brasileiros. Para ser instalada, porém, a CPI depende da indicação dos nomes dos seus integrantes. Numa prova da sua visão colonizada, apenas o PSDB e o DEM ainda não apresentaram os seus nomes. Mesmo assim, a senadora comunista está otimista com o funcionamento da comissão. Para ela, além de denunciar a ação terrorista dos EUA, a CPI servirá para discutir novos mecanismos de defesa nacional. “Precisamos analisar a capacidade do Brasil de se defender diante dessas ações”, explicou.




Nesta terça-feira, várias entidades populares entregaram um manifesto em apoio à imediata instalação da CPI. Reproduzo abaixo a íntegra do documento:


Vimos a vossa presença, para manifestar que mais de 50 movimentos sociais reunidos em Plenária Nacional no ultimo dia 5 de agosto, aprovaram uma moção de apoio e cumprimentos a vossa iniciativa de articular a convocação de uma CPI DA ESPIONAGEM no Senado e na Câmara dos Deputados, para investigar as ações criminosas e antidemocráticas que o governo dos Estados Unidos está realizando em território brasileiro. Espionando, bisbilhotando a vida dos cidadãos e de autoridades. Imaginem se o inverso fosse verdadeiro e algum organismo brasileiro espionassem os americanos.

Por isso, contem com nosso apoio e esperamos que a Comissão Parlamentar de Inquérito seja imediatamente instalada.

Saudações.

Plenária Nacional dos Movimentos Sociais, Sintaema, São Paulo, 5 de agosto de 2013.

CUT – Central Única dos Trabalhadores

CTB – Central das Trabalhadoras e trabalhadores do Brasil

Plataforma Operária e Camponesa para Energia

FUP – Federação Única dos Petroleiros

FNU – Federação Nacional dos Urbanitários

FTUESP – Federação dos Trabalhadores Urbanitários do Estado de São Paulo

UNE – União Nacional dos Estudantes

MMM – Marcha Mundial de Mulheres

MST – Movimento dos Trabalhadores Sem Terra

MAB – Movimento dos Atingidos por Barragens

MPA – Movimento dos Pequenos Agricultores

MMC – Movimento de Mulheres Camponesas

VIA CAMPESINA do Brasil

Executiva nacional de estudantes de Biologia-ENEBIO

CIMI – Conselho Indigenista Missionário

FETRAF – Federação dos Trabalhadores da Agricultura Familiar

INTERSUL

SINERGIA-SC

SINERGIA- Campinas

SIDIELETRO-MG

SINTAEMA-SP

SENGE – PR

FISENGE

Intersindical-SP

CMP – Central dos Movimentos Populares

CMS – Coordenação de Movimentos Sociais

Consulta Popular

Assembleia Popular

Levante Popular da Juventude

MAM – Movimento pela soberania popular na Mineração

Pastoral da Moradia

Pastoral do Migrante

Fórum Nacional Pela Democratização da Comunicação

Grito dos Excluídos

Grito dos Excluídos Continental

Jubileu Sul

Ação Cidadania

Movimento Reforma Já

MCP – Movimento Camponês Popular

MDM-FEPAC

CONTEE – Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino

Frente Nacional dos Torcedores

Bloco de Lutas

SASP- Sindicato dos Advogados do estado de São Paulo

MMPT

CONEN- Coordenação Nacional De Entidades Negras

UNEGRO- União Nacional Dos Negros

INESC – Plataforma Nacional pela Reforma Política

PJR – Pastoral da Juventude Rural

REDE FALE

Frente de Lutas de Juiz de Fora

Povo Pataxós

Povo Tupinambas

Articulação Paulista de Agroecologia

Campanha Contra os Agrotóxicos

A NOVA VIA - @riltonsp

Nenhum comentário: